ÁREA DO ALUNO

ARQUIVO DE MENSAGENS
BOAS VINDAS! - 01/08

SEJA BEM-VINDO AO CURSO CAÇADORES DE IMAGENS!

Querido aluno,

Seja muito bem-vindo ao Curso Completo de Fotografia • Caçadores de Imagens e a uma importante etapa da sua vida estudantil, profissional e pessoal: participar de um curso de fotografia on-line e se formar como um fotógrafo diferenciado.

Logo abaixo você encontra os módulos do curso. Para iniciar, basta você clicar no quadradinho do primeiro módulo: CAÇADORES DE IMAGENS – MÓDULO 1: INTRODUÇÃO, que já está disponível. Dentro desta área você já terá disponível para iniciar os seus estudos, as primeiras três aulas do curso e o primeiro exercício. Para assistir as aulas, basta clicar em cima de cada uma. Logo abaixo de cada vídeo-aula você encontra o formulário para comentários e a apostila em PDF da aula em questão.

O grupo exclusivo no Facebook e os outros bônus estarão disponíveis para acesso e utilização a partir do dia 08 de agosto, onde já teremos a nossa turma formada. Dia 11/08 estarão disponíveis para você mais três aulas. Enquanto isso você já pode começar a assistir as primeiras aulas e a desenvolver o seu exercício, que se encontra disponível dentro do quadradinho do MÓDULO 01, ok? Faça tudo com calma, pesquise e se aprofunde. Todo esse empenho e aprofundamento serão importantes para o seu ingresso nesse maravilhoso mundo da fotografia.

Saiba que estamos muito felizes em ter você aqui com a gente, esperamos que essa jornada seja incrível para todos nós. Seja bem-vindo, Caçador de Imagens!

Qualquer dúvida, estamos à disposição! Com carinho,

O Casal da Foto e equipe

chegamos à segunda semana do curso! - 11/08

Olá Caçadores de Imagens!

Estamos entrando no segundo módulo, que será primordial para a sua formação fotográfica. Sabemos que a ansiedade para pegar na câmera e iniciar a parte técnica é forte e os dedos nervosos chegam a coçar de vontade e curiosidade, mas lembre-se que o desenvolvimento do seu olhar e a sua formação artística serão o seu maior trunfo e diferencial como fotógrafo, então, aproveite esse momento e delicie-se com o maravilhoso universo da arte. Ainda teremos muito tempo e muitas aulas para descobrir todos os botões da câmera e enveredar em várias técnicas fotográficas.

O nosso grupo no WhatsApp já está funcionando e estamos esperando por todos vocês, pois é uma ferramenta fácil e rápida de comunicação. Então, se você ainda não faz parte, nos envie uma mensagem no WhatsApp para que possamos lhe adicionar. Nosso celular é +55 31 99629-7883, ok?

O nosso grupo exclusivo no Facebook já está aberto e aguardando vocês para postarem seus exercícios. Para acessá-lo, peça para entrar no grupo através do link: https://www.facebook.com/groups/cacadoresdeimagens01

O álbum do primeiro exercício já está disponível em nosso grupo exclusivo do Facebook, para postar a sua fotografia, clique no nome do álbum e em seguida clique em adicionar foto. Nós já iniciamos as avaliações do álbum. ? Ah, por favor, não postem a fotografia do exercício solta na timeline, pois dificultará nossa avaliação e apreciação das fotografias quando tivermos mais conteúdo no grupo. O primeiro álbum de exercícios está lindo, cheio de cores e de personalidade! Parabéns para quem já postou e aguardamos ansiosos as fotografias de quem ainda não postou.

As novas aulas dessa semana já estão disponíveis logo abaixo, para iniciar seus estudos, basta clicar no quadradinho do segundo módulo: MÓDULO 2: FORMAÇÃO ARTÍSTICO-FOTOGRÁFICA. Durante essa semana, teremos três aulas: FOTOGRAFIA COMO ESTILO DE VIDA, O OLHAR ATENTO E ESBOÇO NA FOTOGRAFIA. Para assistir as aulas, basta clicar em cima de cada uma. Logo abaixo de cada vídeo-aula você encontra o formulário para comentários e a apostila em PDF da aula em questão. Assista, comente, pergunte e leia as apostilas.

Reforçamos que é importante que você assista as 6 aulas disponíveis na plataforma, leia as apostilas e faça o primeiro exercício até a próxima sexta-feira (18/08), para que todos os alunos caminhem juntos e troquem ideias, mas se não der, não tem problema, faça tudo no seu ritmo.

A última semana foi incrível, muitos comentários, muito feedback e muito empenho de todos, continuem assim!

Qualquer dúvida, estamos à disposição!

Com carinho,

O Casal da Foto & Equipe

FINALIZAMOS A PRIMEIRA PARTE DO SEGUNDO MÓDULO - 18/08

Queridos Caçadores de Imagens,

Chegamos ao fim da primeira parte do segundo módulo: A FILOSOFIA DOS CAÇADORES DE IMAGENS.

Nesta primeira parte do módulo 02, nós aprendemos sobre Fotografia como Estilo de Vida, O Olhar Atento, Esboço na Fotografia, Criando Rotas para Explorações, Utilização da Rua como Laboratório de Experiências e A Caça na Fotografia Social. Após assistir todas as aulas citadas e ler todas as apostilas disponibilizadas na plataforma, você deve realizar o exercício 02, que consiste em uma prática fotográfica e um questionário.

Não se esqueça de enviar seu feedback nos campos de comentários das aulas sobre suas percepções e dúvidas sobre as aulas. Sua participação é muito importante para todos nós!

Novamente frisamos a importância de você seguir os conteúdos de acordo com a sua disponibilização para criar uma rotina de estudos e caminhar no mesmo ritmo da sua turma, podendo compartilhar ideias e fotografias sobre o que temos aprendido.

Na semana que vem, sexta-feira, dia 25/08, iniciaremos a segunda parte do segundo módulo: O DESENVOLVIMENTO DO OLHAR FOTOGRÁFICO, uma das matérias que mais amamos em fotografia.

Finalizaremos os comentários do exercício 01 ainda essa semana e aguardamos a fotografia daqueles que ainda não entregaram a atividade.

Se você ainda não faz parte do nosso grupo no WhatsApp, nos adicione: +55 31 99629-7883, ok? Para acessar nosso grupo exclusivo e postar seus exercícios, peça para entrar através do link: https://www.facebook.com/groups/cacadoresdeimagens01

Qualquer dúvida, estamos à disposição!

Com carinho,

O Casal da Foto & Equipe

BEM-VINDOS À QUARTA SEMANA DO CURSO! - 25/08

Olá pessoal, como vão?

E mais uma sexta-feira chegou e junto com ela mais três aulas “quentinhas” para vocês! Hoje estamos iniciando a segunda parte do segundo módulo: O DESENVOLVIMENTO DO OLHAR FOTOGRÁFICO e preparamos um conteúdo super legal sobre o assunto. As aulas dessa semana estão mais longas, então tentem se organizar para assisti-las o quanto antes e assim não acumularem conteúdo, viu?

As aulas dessa semana são: A percepção do olhar na história da humanidade e da fotografia, Reconhecimento da fotografia como forma de expressão artística e A importância do olhar fotográfico para a fotografia artística.

Ah! E estamos ansiosos para receber as fotografias do seu EXERCÍCIO 02, uma dica legal é que você se organize para entregá-lo até o dia 08/09, pois neste dia disponibilizaremos o EXERCÍCIO 03.

Para quem já entregou o EXERCÍCIO 02, na semana que vem iniciaremos os comentários.

Não se esqueça de comentar sobre as aulas no campo de comentários da plataforma, queremos saber a sua opinião e trocar ideias com você!

Qualquer dúvida, estamos à disposição!

Com carinho,

O Casal da Foto & Equipe

OLÁ! BEM-VINDOS À QUINTA SEMANA DO CURSO! - 01/09

Olá Caçadores de Imagens, tudo bem com vocês?

A cada nova sexta-feira vamos subindo um novo degrau em nosso curso e introduzindo novos conceitos sobre fotografia e arte, esperamos que estejam gostando, nós estamos adorando o contato com vocês e todo o retorno no WhatsApp, no grupo do Facebook e em nossa plataforma. Bom demais estarmos juntos no mesmo objetivo!

Nas aulas dessa semana, falaremos sobre Rubem Alves e Sebastião Salgado, duas grandes referências dos Caçadores de Imagens. Além de indicarmos alguns filmes para complementarem seus estudos.

Dia 08/09 está chegando e com ele, teremos mais um exercício para vocês, então tentem não deixar passar essa data para a entrega do EXERCÍCIO 02, ok? Já iniciamos os comentários, o álbum está muito variado e bonito. Parabéns a todos!

Vocês já anotaram o contato do WhatsApp do suporte do nosso site? Qualquer problema que tiverem, vocês podem entrar em contato diretamente com o Leo através do número +55 31 98270-6313.

Qualquer dúvida, estamos à disposição!

Um grande abraço,

O Casal da Foto & Equipe

SEJA BEM-VINDO AO MARAVILHOSO MUNDO DA HISTÓRIA DA ARTE! - 08/09

Olá Caçadores de Imagens!

Estamos finalizando nesta sexta-feira a segunda parte do segundo módulo e iniciando a terceira parte do segundo módulo: HISTÓRIA DA ARTE.

Durante essa semana, teremos três aulas: LEITURA DE IMAGENS; A PERCEPÇÃO DA IMAGEM E SUA RELEVÂNCIA HISTÓRICA; INTRODUÇÃO À HISTÓRIA DA ARTE. Assista, comente, pergunte e leia as apostilas. Essa interação é essencial para que o curso se torne prazeroso para todos nós!

O Exercício 03 já está disponível e se divide em Parte 01 e Parte 02. Para continuarem acompanhando o ritmo do curso, aconselhamos que finalizem o exercício até dia 22/09, dia que disponibilizaremos o Exercício 04.

Nós já finalizamos a correção e avaliação do Exercício 01 (enviamos sua nota por e-mail) e estamos fazendo a avaliação do Exercício 02, pretendemos finalizar tudo até o final da semana que vem, ok? Quem ainda não fez o exercício, tente colocar suas tarefas em dia o quanto antes para não ficar sobrecarregado.

A última semana foi incrível, muitos comentários, muito feedback e muito empenho de todos, continuem assim, vocês estão no caminho certo!

Qualquer dúvida, estamos à disposição.

Com carinho,

O Casal da Foto & Equipe

AVANT-GARDE CAÇADORES! - 15/09

Ei Caçador de Imagens, como vai você?

Você já parou para pensar sobre o que é arte e qual a sua importância na construção de uma sociedade? Já parou para refletir sobre o seu papel como fotógrafo nessa construção? Você sabe o que é linguagem, o que é estilo, o que é vanguarda?

Nas aulas dessa semana (O QUE É ARTE?, O PAPEL DA ARTE NA CONSTRUÇÃO DE UMA SOCIEDADE e VANGUARDA, LINGUAGEM E ESTILO), nós vamos refletir sobre todas essas questões, o que será essencial para que você compreenda os movimentos artísticos e a História da Arte, estudo que faremos na semana que vem.

Mas lembramos que assim como a meta de todo artista é tornar real o impossível, ao criar e recriar mundos através de cores, luzes e formas, estas três aulas também buscam explicar o inexplicável. A arte não pode ser esclarecida de dentro para fora, nem aprendida de fora para dentro. O único jeito de se aproximar do pensamento é na PRÁTICA. Diz um antigo provérbio que “não é possível aprender a nadar sem se aventurar nas águas”. Considere então as presentes aulas como um empurrão para dentro das águas, oras frias e turvas, ora claras e quentes, do oceano da arte. E que o seu banho seja revitalizante!

À VANTE, COMPANHEIROS!

QUERIDOS CAÇADORES DE IMAGENS - 22/09

Conhecer a História da Arte é viajar no tempo e conhecer as principais manifestações artísticas da humanidade. É viajar da Pré-História aos dias atuais, conhecer a nossa história e enriquecer o nosso repertório cultural e artístico.

Um fotógrafo Caçador de Imagens conhece a História da Arte e a utiliza em sua produção fotográfica, transformando seus registros em verdadeiras obras de arte. Nas aulas dessa semana (MOVIMENTOS ARTÍSTICOS, DA PRÉ-HISTÓRIA AO ROCOCÓ e DO MODERNISMO À ARTE CONTEMPORÂNEA), nós vamos viajar juntos e beber na fonte dos principais artistas da humanidade.

O Exercício 04 já está disponível e, com certeza, será um desafio criativo para vocês: vocês farão uma RELEITURA de uma obra de arte, animados? Então mergulhem nesse universo e se surpreendam com as possibilidades que se abrirão para vocês na fotografia e na vida.

Agora precisamos falar sobre mudanças! Nós, O Casal da Foto, estamos sempre em busca de aprimoramento pessoal e profissional, pois temos muito medo da “estagnação”, então estamos sempre em movimento e sempre nos reformulando. Estamos sempre de olho em nosso trabalho buscando aperfeiçoá-lo, pois nunca estamos satisfeitos, nunca nos consideramos “acabados”, sempre queremos mais, sempre queremos melhorar, sempre queremos fazer a diferença.

Pensando nisso, nós fizemos uma avaliação em nosso calendário e percebemos que 3 ou 4 aulas por semana são ideais para mantermos uma aprendizagem de qualidade. Analisando o calendário dos próximos meses, percebemos que eles seriam “insanos” para nós e para vocês, o que comprometeria a qualidade do nosso trabalho e o envolvimento de vocês com o curso, por que? Porque vocês teriam semanas com 12, 15 aulas, além de exercícios e aulas ao vivo e isso prejudicaria toda a turma, pois deixaríamos de “caminhar juntos”, caminhada que tem sido tão prazerosa para todos nós, concordam?

Prezamos pela qualidade e pela aprendizagem e por isso nós fizemos uma pequena reformulação na disponibilização das aulas para que vocês possam “curtir” mais a caminhada e internalizar os conteúdos de forma prazerosa, dessa forma, a última disponibilização de aulas acontecerá no dia 13/04. Atrasaremos a finalização do curso em um mês, mas manteremos o ritmo ganhando tempo para internalizar cada conteúdo de forma profunda: lendo as apostilas com calma, revendo as aulas, fazendo os exercícios, tirando dúvidas, praticando, enfim, acreditamos que dessa forma o curso ficará mais prazeroso para todos nós.

Esperamos que compreendam que tais mudanças visam apenas um ensino on-line de qualidade.

Agradecemos a compreensão e desejamos a todos uma semana cheia de fotografia!

Com carinho,

Charles, Lígia e Leo

QUERIDOS CAÇADORES DE IMAGENS, COMO VÃO - 29/09

Albert Einstein, cientista e ganhador do Prêmio Nobel, disse certa vez:

“Problemas importantes que enfrentamos não podem ser resolvidos com base na mesma forma de pensar que tínhamos quando eles surgiram. Você precisa aprender a pensar de uma nova maneira, precisa de uma mudança de paradigma”.

Ao longo da nossa trajetória como artistas, notamos que o bloqueio criativo que atinge a maioria das pessoas, geralmente é resultado de uma forma de pensar muito restrita. Muitas pessoas insistem em tentar resolver seus problemas sempre da mesma forma ou de maneiras que já não se aplicam mais ou que se tornaram antiquadas. Normalmente as pessoas tentam usar as mesmas técnicas que usaram no passado para resolver um problema atual, mas o que elas não percebem é que, por algum motivo, essas técnicas já não funcionam mais.

A vida é um eterno ciclo de resolução de problemas. E a criatividade é a chave da solução desses problemas, ela nos mostra como ir do ponto A ao ponto B, quando nunca antes havíamos tentado fazê-lo. Criatividade é o ato de gerar novas ideias. Sem a criatividade, nós corremos o risco de nos tornarmos ultrapassados em uma sociedade que muda com tanta rapidez e parece ter a intenção de se reinventar continuamente.

Ao contrário do que se acredita, não há nada de misterioso em ser criativo. Não existe uma “receita secreta”. O princípio básico da criatividade consiste na combinação, de maneira original, de duas ou mais ideias conhecidas, a fim de criar uma ideia nova, diferente. Requer certa habilidade, mas você pode desenvolver e treinar-se para utilizá-lo sempre que necessário. Antes de mais nada, é necessária uma tomada de consciência.

“O homem inteligente está sempre aberto a novas ideias. Na verdade, ele procura por elas”. – Autor Desconhecido

Nas aulas dessa semana (INTRODUÇÃO À FOTOGRAFIA AUTORAL, FOTOGRAFIA AUTORAL, ESTILO FOTOGRÁFICO, NARRATIVA FOTOGRÁFICA, CRIATIVIDADE E PROCESSO CRIATIVO), nós vamos estudar várias matérias que tem como principal alicerce a criatividade. Queremos lhe ajudar a utilizar o seu potencial criativo em suas próximas produções fotográficas.

Além de tudo isso, o EXERCÍCIO 05, do MÓDULO 2.4: FOTOGRAFIA AUTORAL tem como principal objetivo, estimulá-los na criação de uma narrativa fotográfica trabalhando com o tema CIRCO. As orientações estão no PDF, mas vocês podem tirar dúvidas pelo grupo do WhatsApp ou por e-mail, sempre que precisarem, viu?

Nessa sexta-feira ainda teremos uma carga de aulas um pouco extensa, mas a partir do dia 06/10 o ritmo volta a ficar mais agradável, viu? Ah, e na sexta-feira que vem teremos nosso primeiro contato ao vivo, às 20h. Ao longo dessa semana enviaremos e-mail explicando como será o acesso, ok?

No mais, esperamos que as aulas dos módulos 2.4 e 2.5 lhe auxiliem em suas produções futuras. Contem com a gente, Turma do Ipê!

Um forte abraço,

O Casal da Foto & Equipe

OLÁ PESSOAL, COMO VÃO? - 06/10

E mais uma sexta-feira chegou e junto com ela mais três aulas novinhas “saindo do forno”!

Hoje estamos finalizando o MÓDULO 02: FORMAÇÃO ARTÍSTICO-FOTOGRÁFICA. Preparamos um conteúdo super legal para as últimas aulas! A aula FUNDAMENTOS DA FOTOGRAFIA ARTÍSTICA têm um “quê” de teatro e foi muito legal produzí-la, depois nos digam o que acharam, viu?

Ah! Estamos aguardando as releituras de vocês até hoje à noite para postarmos em nossa fanpage, tá bom?

Se vocês ainda tiverem alguma dúvida sobre o módulo 02, escrevam pra gente nos comentários da plataforma ou tragam suas dúvidas para a nossa aula ao vivo dessa sexta-feira, 06 de outubro, às 20h.

Durante essa semana, tentem colocar as aulas em dia e os exercícios também, assim vocês podem iniciar um novo módulo com tranquilidade. É apenas uma sugestão, viu? Sabemos que alguns estão atarefados. Lembrando que o curso é livre e vocês fazem no tempo de vocês, mas com prazos estipulados tendemos a ter um melhor aproveitamento das aulas e dos conteúdos.

Na semana que vem começaremos o MÓDULO 03: FORMAÇÃO TÉCNICO-FOTOGRÁFICA, esperamos que o módulo 02 seja um alicerce forte para os novos conhecimentos que virão. Estamos ansiosos para iniciar essa nova etapa junto com vocês!

Não se esqueçam de comentar sobre as aulas no campo de comentários da plataforma, queremos saber a  opinião de vocês e trocar ideias!

Com carinho,

O Casal da Foto & Equipe

OLÁ CAÇADOR DE IMAGENS! - 13/10

A formação técnica é essencial para o fotógrafo, pois você pode aprender muitos truques e estratégias profissionais sobre como lidar com a fotografia da melhor forma.

O manuseio da câmera e o domínio de suas configurações, são essenciais. Você deve conhecer cada pedacinho do seu equipamento e todas as técnicas fotográficas possíveis, o que te permitirá grande desenvoltura na hora de produzir suas fotografias e de colocar as suas ideias em prática. Pensando nisso, hoje iniciaremos o tão esperado MÓDULO 03: FORMAÇÃO TÉCNICO-FOTOGRÁFICA! 

Para essa semana nós preparamos três aulas que vão lhe ajudar a compreender a História da Fotografia, além de um exercício super legal, onde você terá que criar uma Câmera Pinhole (câmera artesanal feita com uma caixinha de fósforos). As aulas da semana são: HISTÓRIA DA FOTOGRAFIA, FILME FOTOGRÁFICO E TIPOS DE CÂMERAS FOTOGRÁFICAS. Vamos lá? 

Ah, não se esqueça de tirar todas as suas dúvidas e de comentar na plataforma o que achou das aulas e como elas te ajudaram!

Uma ótima semana para todos e ótimos estudos! 

Com carinho,

O Casal da Foto & Equipe

OLÁ PESSOAL, TUDO BEM? - 20/10

Como estão os estudos técnicos? Estão gostando? Não deixem de comentar e de tirar dúvidas, viu? 

Hoje nós estamos iniciando o MÓDULO 3.2: FOTOGRAFIA DIGITAL disponibilizando para vocês mais três aulas: Fotografia Digital, Marcas e Novidades Tecnológicas e Controles Básicos da Câmera, além do EXERCÍCIO 09.

A partir da semana que vem, como foi decidido pelo WhatsApp da turma, nós iremos alterar o dia de disponibilização das aulas para facilitar a nossa organização interna. Então, as aulas passarão a ser disponibilizadas toda segunda-feira, iniciando no dia 23/10, ok? Acreditamos que essa alteração não vai prejudicá-los, pois vocês podem continuar a colocar as aulas em dia na sexta-feira, por exemplo.

Na semana que vem disponibilizaremos o MÓDULO 3.3: DESCOBRINDO A CÂMERA FOTOGRÁFICA.

Ah, e não desanime! Não se esqueça que viver é um desafio diário e constante. Lute e aprenda a retirar as pedras e os espinhos que atrapalham o seu caminho. Não permita que seus sonhos morram.

Lembre-se sempre que os erros são novas oportunidades para recomeçarmos com mais sabedoria e humildade. 

Busque sempre olhar para a vida com “olhos de criança” e não com “olhos adultos”. 

Uma ótima semana!

Com carinho,

O Casal da Foto & Equipe

UMA ÓTIMA SEMANA, CAÇADOR DE IMAGENS! - 23/10

Chegamos ao MÓDULO 3.3: DESCOBRINDO A CÂMERA FOTOGRÁFICA. Neste módulo dedicado à técnica, vamos falar sobre luz, botões, configurações e números. 

Este módulo pretende ser um guia para quem está começando a se aventurar na fotografia com câmeras que possuem mais funções e permitem mais controle. As configurações normalmente possuem os mesmos nomes, mas a localização dos botões e dos menus muda de modelo para modelo, de fabricante para fabricante, e de época para época. É essencial que você entenda o seu próprio equipamento e saiba quais botões fazem o quê.

Para isso, é indispensável ler o manual. Inteirinho. Várias vezes. Leia sobre cada função e pratique uma a uma.

Não se esqueça de comentar sobre as aulas e de tirar suas dúvidas no campo de comentários da plataforma, queremos saber a sua opinião e trocar ideias! 

Com carinho,

O Casal da Foto & Equipe

oi caçador de imagens, tudo bem? - 30/10

Estamos disponibilizando para você mais três aulas: Longa Exposição, Modos de Medição e Leitura Técnica de Imagens. 

Gostaríamos de reforçar que a técnica é importante, faz a diferença e é o que distingue um profissional de um amador, mas não é o suficiente para formar um estilo fotográfico pessoal, muito menos um fotógrafo satisfeito. Se você quer desenvolver uma linguagem fotográfica própria, deve investir na sensibilidade do olhar.

Em sua carreira profissional você precisará desenvolver esse caminho, que chamamos de linguagem fotográfica. Para que esta seja completa, você precisa equilibrar técnica e repertório, boas noções de equipamentos e conhecimento das obras de quem fez e faz a fotografia que transforma o mundo.

Tenha a certeza de que ao lado da técnica e da bagagem usadas para construir a imagem, estão os referenciais e a sensibilidade adquirida pelo contato com a história da fotografia e a obra de fotógrafos importantes. Até os maiores fotógrafos tiveram seus ícones inspiradores. Se você deseja se descobrir, descubra outros fotógrafos e o meio ao qual você pretende se lançar.

Bons estudos fotográficos e uma excelente semana!

Com carinho,

O Casal da Foto & Equipe

Querido Caçador de Imagens - 06/11

Mais uma semana se inicia e com ela disponibilizamos mais três aulas para você: Fotometria 07 – Leitura Técnica de Imagens II, Recursos Avançados da Câmera e Objetivas Fotográficas, além do Exercício 10. 

Além desse material, gostaríamos de compartilhar com vocês um texto do Rodrigo F. Pereira sobre apreciação de imagens, vamos lá?

EXPERIÊNCIA PURA AO VER FOTOGRAFIAS

Como com tudo na vida, assim que olhamos para uma foto, uma série de pensamentos surge na nossa mente. Geralmente, esses pensamentos são julgamentos ou avaliações: “essa foto é bonita”, “o horizonte está torto”, “a mensagem é fraca”, “que cena impactante”, “o fotógrafo usou filme” e dentre outros. Podemos fazer avaliações das mais diversas ordens: em relação ao conteúdo da foto, em relação aos aspectos técnicos, contextos históricos, referências ao autor e assim por diante.

Ou seja, quando olhamos para uma foto, não estamos realmente olhando para a foto, e sim para os nossos pensamentos sobre a foto. Embora seja totalmente natural, essa postura faz com que estejamos sempre um passo atrás da conexão direta com aquilo que nos cerca. É como se estivéssemos o tempo todo nos relacionando apenas com nós mesmos, e não com aquilo que percebemos. Talvez você esteja fazendo isso nesse momento, ao ler esse texto: concordando, discordando, fazendo relações com outras coisas que você já leu.

Estar realmente na relação com aquilo que percebemos é chamado por alguns pensadores de “experiência pura”. O filósofo japonês Kitaro Nishida¹, por exemplo, descreve algumas características da experiência pura:

  • É uma experiência direta do mundo
  • É pré-reflexiva, ou não-conceitual
  • É um simples fato
  • Dissolve as distinções entre o interno e o externo, entre sujeito e objeto

Ou, seja, é uma experiência que não é mediada pelos pensamentos ou avaliações, em que não há distinção entre o observador e o observado.

Maciej Wrona

Essa não é a forma com a qual estamos acostumados, especialmente na nossa cultura ocidental, a nos relacionar com as coisas. Ao contrário, valorizamos até demais os nossos pensamentos e julgamentos; nos atemos a eles e muitas vezes nos prendemos tanto às nossas opiniões que podemos ver a realidade de maneira distorcida. Temos grande dificuldade em ver o que é simplesmente como o que é.

Já se fala na fotografia contemplativa, em que esse espírito de se relacionar de outra maneira com o mundo se aplica ao ato de fotografar. Mas indo além, talvez seja possível aprender a contemplar fotografias. Uma das maneiras seria através de um simples exercício:

  1. Escolha uma fotografia. Qualquer uma serve.
  2. Tente se colocar numa posição relaxada e confortável.
  3. Respire profundamente, notando a sensação de inspirar e expirar
  4. Olhe para a fotografia. Tente simplesmente percebê-la, notando as sensações que ela gera.
  5. Quando os pensamentos surgirem, especialmente de avaliação, note-os e deixe-os ir e volte a sua atenção à fotografia e note as sensações que estão presentes.

Para muitas filosofias, a contemplação é parte fundamental para uma vida mais rica. O julgamento obscurece nossa compreensão, uma vez que nos faz classificar e, a partir dessa classificação, buscamos nos aproximar ou nos afastar. Por isso, ficamos num jogo de gato e rato com a vida. Ficamos mais rígidos e presos às nossas opiniões, gerando sofrimento para nós mesmos. A contemplação é ver as coisas simplesmente como elas são, ampliando a nossa percepção e permitindo que vejamos todas cores do mundo, em vez de ficar no preto ou branco.

O que achou? Conte para nós nos comentários das próximas aulas! 

Bons estudos fotográficos e uma excelente semana!

Com carinho,

O Casal da Foto & Equipe 

Uma Semana Recheada de Fotografia para Você - 13/11

Nós amamos as segundas… uma nova semana se inicia, liberamos novas aulas para vocês e um mundo de possibilidades se abrem para todos nós. Essa semana estudaremos sobre Lente de Kit, Lente Cinquentinha e Fator de Corte.

Além desse material, gostaríamos de compartilhar com vocês mais um texto do Rodrigo F. Pereira sobre fotografia, vamos lá?

A CRIAÇÃO SINCERA 

Na China antiga, antes que um artista começasse a pintar qualquer coisa — uma árvore, por exemplo — ele sentava-se na frente dela por dias, meses, anos, não importa quanto, até que ele fosse a árvore. Ele não se identificava com a árvore, ele era a árvore. Isso significa que não havia espaço entre ele e a árvore, nenhum espaço entre o observador e o observado, nenhum experienciador experienciando a beleza, o movimento, a sombra, a profundidade de uma folha, a qualidade da cor. Ele era a árvore totalmente, e apenas nesse estado ele podia pintar.
Krishnamurti

O que será que nós chamamos de criação? O que significa a palavra criatividade? Dependendo da nossa concepção sobre esses conceitos, podemos dizer que nós criamos o tempo todo. Ao escrevermos, ao falarmos, ao fotografarmos. Estamos constantemente interagindo com o mundo e uns com os outros de forma que ideias, textos e imagens surjam, como decorrências dessa interação. Isso é criação? Sim, no sentido geral da palavra, mas isso não parece suficiente — soa raso ou banal. Imaginamos que exista — e procuramos produzir — um tipo de criação que se destaque, que seja de alguma forma mais sublime, mais pura, mais verdadeira. É comum que essa se torne a busca de quem quer criar de fato, seja na área que for.

Essa busca pelo que estamos chamando de sublime implica que a nossa criação diária, por algum motivo, não é suficiente. Talvez seja porque nossa criação diária está impregnada dos nossos condicionamentos, censuras e bloqueios. Reprocessamos ideias, repetimos velhas fórmulas, decidimos sobre aquilo que mostramos baseados no nosso receio — ou no nosso desejo — da opinião dos outros. Ao perceber isso, tentamos o diferente, alguma forma de libertação, de autonomia. Mas, na maioria das vezes, falhamos, pois buscamos o diferente fazendo igual.

Tentamos, por exemplo, ser originais. Não há nada mais comum do que tentar ser original. Ao buscar algo novo, estamos totalmente presos ao velho. Como posso ser honesto se estou preocupado com a originalidade? Estou olhando para fora, para o passado, para os outros, procurando uma brecha e tentando adequar o que eu faço a uma lacuna externa. Dessa forma, nos identificamos através da negação, e a obra que surge disso já está totalmente contaminada por tudo aquilo que ela pretende negar.

Ou pior, tentamos usar os mesmos métodos de outra pessoa. Procuramos oficinas, lemos livros, na esperança de que alguém nos dê a fórmula ou o modelo para fazer as coisas funcionarem. “Vá por esse caminho”, “siga por aquele”, “você está indo bem”, é o que queremos ouvir. Essas fórmulas podem até ajudar você a re-produzir obras que servem para um determinado fim, como reproduzir uma determinada estética, chamar a atenção, chocar, ou o que for. Mas é uma mera repetição. Quando você busca, por exemplo, uma maneira de fazer com que as pessoas gostem das suas fotos, você perdeu qualquer possibilidade de criação real. Ainda que você consiga fazer com que gostem de suas fotos, se a sua criação foi pautada nos moldes daquilo que seria agradável para quem vê, você apenas produziu mecanicamente.

Você não pode receber uma fórmula para a criatividade, pois a criação sincera é um percurso pessoal. Ele não pode ser moldado, acelerado ou conduzido. Você precisa estar consciente e atento ao seu próprio funcionamento: como você pensa, quais são seus desejos, quais são seus medos. Quais armadilhas você coloca para si mesmo? Quais são seus bloqueios? O que, realmente, lá no fundo, você quer com a sua arte, com a sua fotografia? Ninguém pode dar uma receita, uma resposta pronta nem percorrer esse processo por você. O máximo que está ao alcance de um professor, um livro ou curso é fazer essas perguntas, é provocar, para que você percorra o caminho.

O mais importante nesse processo é a abertura que precisamos ter. Pois você não sabe aonde esse caminho vai lhe levar. Pode ser que o resultado seja de criações que não interessem a ninguém, que não tenham valor comercial. Pode ser que no fim desse processo, você não queira mais fazer o que imaginava querer no começo. Por isso, qualquer pré-concepção, qualquer ideia anterior sobre aonde se quer chegar só atrapalhará o processo. Uma grande — e árdua — dose de abandono das próprias ambições e regras é necessária.

Na fotografia, essa atividade pode ser ainda mais difícil. Pois a facilidade da fotografia dificulta a profundidade de uma criação sincera. Não importa se você usa uma câmera de celular ou uma topo de linha, ela sempre verá as coisas de seu jeito particular, o jeito para o qual ela foi programada. De qualquer forma, o trabalho a ser feito mesmo não é com a câmera, nem com a luz, nem com o assunto. É consigo mesmo, é o trabalho mental, a observação de si, o abandono dos velhos condicionamentos, das fugas fáceis, dos desejos superficiais. A fotografia, ou qualquer outra criação, estará no fim desse processo, que, se percorrido com afinco, resulta na sinceridade. Nesse fim, a obra resultante é o menos importante. O que se ganha mesmo é a coragem de ter olhado para si mesmo.

O que achou? Conte para nós nos comentários das próximas aulas! 

Bons estudos fotográficos e uma excelente semana!

Com carinho,

O Casal da Foto & Equipe